Ex-secretário de Condeúba, Diolino, segue foragido

Ex-secretário de Condeúba, Diolino, segue foragido


Continua foragido da Justiça o ex-vereador e ex-secretário de obras do município de Condeúba, Diolino Telles Filho, acusado de ser mandante do assassinato do servidor público, Roberto Alves Moreira, caso ocorrido em fevereiro de 2017.


De acordo com as investigações, a vítima ocupava o cargo de diretor de Tributos do Município e havia iniciado uma auditoria contábil na prefeitura. Após descobrir que Diolino desviou dinheiro e participava de um esquema de venda ilegal de imóveis públicos, Roberto foi executado.


Diolino Telles Filho foi secretário de obras do município de Condeúba na gestão do prefeito José Augusto – Guto do PT.




O crime


Roberto Moreira estava acompanhado de um amigo em um bar, quando um homem chegou numa motocicleta e atirou na direção dele. O suspeito fugiu em seguida, mas já foi preso e está custodiado à disposição da Justiça. Ainda de acordo com as investigações, a polícia encontrou ligações de um aparelho celular da esposa de Diolino Telles com o chip com mensagens enviadas momentos antes do crime à esposa de Roberto Alves, tentando desconfigurar a motivação do crime.


A esposa do acusado foi ouvida pelos policiais e em seguida foi liberada.