Mulheres mortas vítimas de violência cresceu 32% na Bahia

Mulheres mortas vítimas de violência cresceu 32% na Bahia


O titular da SSP-BA, Mauricio Barbosa, prometeu aumentar o número de Unidades da Ronda Maria da Penha para tentar reduzir o crime.

O número de mulheres mortas vítimas de violência cresceu 32% em 2019 na Bahia, segundo dados divulgados pela Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA) nesta segunda-feira (13). De acordo com a pasta, no ano passado, foram 101 casos ante 76 em 2018.


O titular da SSP-BA, Mauricio Barbosa, prometeu aumentar o número de Unidades da Ronda Maria da Penha para tentar reduzir o crime. Segundo ele, no ano passado, foram realizadas 24 mil rondas ostensivas, sendo que 10.482 fiscalizações protetivas. Em 2019, 76 prisões foram registradas por violência contra a mulher.


Reconhecimento facial


O sistema de reconhecimento facial ajudou a prender 110 pessoas no ano passado no estado. O titular da SSP-BA afirmou ainda que, nos 13 primeiros dias deste ano, mais 10 pessoas foram presos após serem reconhecidas pelo equipamento. "Vamos licitar e até meados do final do ano passado, teremos a ampliação do nosso parque tecnológico", declarou, em entrevista coletiva.


Prisões


Segundo os dados divulgados pela SSP-BA, no ano passado, 20.799 pessoas foram presas no estado, sendo que 17.355 em flagrante e 3.444 por meio de mandado de prisão. Mais de 4,8 mil adolescentes cometeram infrações e foram encaminhadas para a Delegacia do Adolescente Infrator.

De acordo com o órgão, 4.109 revólveres, espingardas, pistolas e metralhadoras foram apreendidas. Além disso, 23 fuzis. Segundo a SSP-BA, 34 toneladas de drogas foram apreendidas no estado em 2019.


Com informações do Bahia Notícias.