Nenhum vereador tem “superpoder”

Nenhum vereador tem “superpoder”

Na sessão ordinária desta sexta-feira (18), o presidente da Câmara Municipal, Luciano Gomes (PL), ressaltou que cada vereador é responsável pelo que fala na tribuna e que nenhum deles está acima da lei para fazer o que quer na Casa. Ele afirmou que os ataques aos agentes do Simtrans feitos por um vereador não são compactuados pelos demais. Ele ainda destacou que a Câmara não aprova atos contrários à função de vereador e nem atitudes que incitem o ódio e a perseguição aos servidores públicos.


O presidente frisou que todos são obrigados a cumprir a lei e o que determina o Regimento Interno da Câmara. Em sua fala, Gomes se dirigiu aos agentes do Simtrans, presentes na sessão: “Nós reconhecemos o trabalho que o Simtrans vem fazendo em Vitória da Conquista”. Ele ainda pediu desculpas pelo comportamento do vereador. Os agentes estiveram na Câmara, onde entregaram uma carta à Casa, em resposta ao que eles consideram constantes ataques à categoria.


Luciano também pediu desculpas pelo episódio envolvendo o vereador David Salomão (PRTB), que reclamou do tempo destinado à sua fala. O presidente ressaltou que a Câmara tem agido de forma imparcial com todos os vereadores e que nenhum deles tem “superpoder” para desrespeitar o Regimento Interno. “Nenhum vereador pode mais do que o outro”, disse.


Pavimentação – Luciano relatou que há muito tempo vem lutando pelo asfaltamento do Distrito do Iguá, o mais antigo do município. Ele explicou que com o apoio do deputado estadual Jurandy Oliveira (PP), do federal João Bacelar (PL) e do Governo da Bahia, conseguiu avançar o projeto. Quem também vem auxiliando, segundo o presidente, é o senador Otto Alencar (PSD), que articulou a liberação do asfalto para a Limeira.


Mas, Luciano reclamou de “oportunistas”. Sem citar nome, falou de um suplente de deputado federal que vem tentando “enganar a população dizendo que tem emenda para a estrada do Iguá”. Segundo o vereador, quando questionado sobre a documentação que comprova a emenda, o suplente não entregou nada. Luciano falou que “o asfalto do Iguá vai sair, sim”, mas pelo trabalho de seu mandato, de liderança local. Mas, vai sair por intermédio de seu mandato, dos deputados que o apoiam e do senador Otto.