No retorno do Congresso, só eleições interessam?